domingo, 28 de outubro de 2007

Elogie mais, critique menos

É tão fácil ter um bom gosto musical quando se nasce na frente de uma estante atulhada de boas músicas. É tão fácil toda essa cultura quando a mesma estante também guardava todos aqueles livros.
É tão fácil toda essa crítica sobre quem não teve as mesmas oportunidades.
De longe tudo é tão solucionável.
O meu aplauso vai para toda pessoa que não teve nada que o induzisse a ser “uma pessoa legal” e assim se fez por uma vontade própria e despretensiosa.
A minha admiração vai para todos esses que arrancam atenção sem nem saber que assim fazem.

21 comentários:

.Má. disse...

Oi, Magda!

Essa foi uma das críticas gerais á "generalidade cultural musical" mais sábia que já vi!!!

Parabéns por vc ser quem é!
Olha, quero conhecer vc pessoalmente quando eu chegar por aí!

Beijão e cuide-se!

Anônimo disse...

Elogie mais, critique menos. Entretanto, teu texto não deixa de ser uma crítica, o elogio coitado ficou sumido. Elogie mais, critique menos.
Que culpa tem o sujeito em nascer na frente de uma estante cheia de música e livros, o que isso tem de errado?
Além disso, música não se empurra "goela abaixo", todos nós temos liberdade para ouvir e ler o que gostamos. Principalmente, nos dias atuais, com a internet nos entregando tudo de bandeija.

Magda disse...

Para Má:
Certamente nos conheceremos ;)

Para o anônimo:
Não tem nada de errado, tu sabes bem disso, afinal qtas vezes já te elogiei.
Esse post não foi escrito pensando em uma pessoa, em uma só, tu mesmo não passaste por meus pensamentos quando eu escrevia ele. Eu não te ofenderia, nem iria no teu blog te CRITICAR.

Horácio disse...

Concordo contigo quando falas da necessidade de não só criticar. É preciso que se incentivem também as pessoas, principalmente naquilo em que elas estejam fazendo de bom.

Por outro lado não entendi direito o sentido da tua frase abaixo:

“O meu aplauso vai para toda pessoa que não teve nada que o induzisse a ser “uma pessoa legal” e assim se fez por uma vontade própria e despretensiosa.”

A impressão que tive é que vc quis dizer que coisas materiais induzem uma pessoa a ser legal.
No meu modesto entendimento isto é um equívoco. Caso contrário, não haveria bandidos oriundos da classe média ou mesmo rica.

Posso estar errado, mas creio que o fato de alguém nascer em berço de ouro ou mesmo de conseguir fazer fortuna durante a vida apenas facilita o afloramento de seu verdadeiro caráter.
Quer conhecer de fato alguém? Dá-lhe dinheiro e poder...

Magda disse...

Não tem relação com dinheiro Horácio.

.Má. disse...

Eu não enxerguei dinheiro no post da Magda e nem a conheço. Entendi simplesmente que ela tentava abrir a mente daqueles que criticam "o mau gosto".
Meu avô morava em cortiço e ouvia música clássica, era onde ele via beleza, daí tenho minha influência musical bastante eclética.

Se alguém com muito dinheiro investe em uma empresa e nesta preze pelo bem estar de seus funcionários pagando adequadamente e às vezes oferecendo até serviços que as instituições públicas não dão em qualidade devido ao mau pagamento, ótimo! Se o empresário paga o suficiente para que seus funcionários possam investir na educação de seus filhos, mais uma vez, muito bem; ou se esse investe de alguma forma em outras pessoas não por caridade, mas mostrando o valor de cada ser humano, melhor ainda.

Nessas horas, não podemos nos sentir criticados negativamente, mas sim abrirmos os olhos. Os elogios, muitas vezes passam "despercebidos" de serem feitos porque nunca nos fizeram, já pensaram nisso? Ou se a pessoa é próxima, sua admiração é tão grande que não precisa de palavras, apenas olhares... Coisa que a internet não permite.

Não pretendo defender e nem atacar ninguém, levei todas as opiniões em conta para comentar isso. E como bem disse o Horácio, tudo depende do caráter de cada um e isso só percebemos estando juntos, com o contato pessoal =)

Mas a Magda parece uma pessoa alegre, mesmo não gostando da tal Ergonometria, mesmo tendo que se esforçar para estudar, não sei se teve muitos livros ou não nas estantes, mas pela forma que escreve, se não tinha na estante, ou pegava emprestado ou ia a uma biblioteca.
Acho que tudo depende de incentivo, não só inicial, mas também durante a vida (que é quando as pessoas começam a esquecer de fazê-lo devidos às durezas impostas "pelo mercado") e esses tais elogios durante a vida são os tais elogios.

E não esqueçamos que nem todos têm acesso à internet... Não esqueçam,os que ainda existem pessoas que não sabem ler e não querem... Sei lá... são muitas as questões a serem levantadas, muito o que se refletir, principalmente que o ser humano esquece dos seres humanos a sua volta, não falo nem dos que estão distantes...

E por isso já combinei de conhecer a Magda pra conhecê-la pessoalmente e "suas idéias doidas" da cabeça dela que ela gosta que avoe!!!!
Pois nossa amiga em comum é alguém de um caráter imenso e de um coração maior ainda!
E por isso, "desconfio" de que a Magda seja uma boa pessoa... HAHAHAHA...
E porque ela permite que discutamos aqui, imagine quantas pessoas não permitem nada, entendo que possa ser para proteção, mas não ocorre a "troca de idéias" neste "espaço democrático" da Magda... que o dia que se cansar, caso se canse das "críticas" pode também moderar os comentários, mas outra coisa que percebi é que a idéia dela é provocar essa "discussão virtual" também

;)

Siga em frente, Magda!
sigamos em frente "discutidores de alhos com bugalhos"

E generalizações, são generaliz\ações, sente-se ofendido quem quer... e ao se sentir ofendido e expressando este sentimento, como vimos, pode ser esclarecido que não foi a intenção!

PLUR (coisa de raves) a todos!!!

P = Peace
L = Love
U = Unity
R = Respect

(E nem sou frequentadora, mas tenho amigos com os mais varidos gostos musicais ;)

.Kel. disse...

Gente do céu que post que ficou polêmico... na minha humilde concepção é que as oportunidades~nem sempre fazem de alguém "melhor", tantos com pouquíssimas oportunidades sociais e culturais tornam-se exímios em música, literatura.. já tantos outros que possuem suas estantes cheias de livros não leram nem a metade... (todos da minha estante e meu baú eu já li... meu primo que teve as mesmas oportunidades culturais que eu nunca leu nenhum...) bjussssss

Horácio disse...

"...meu aplauso vai para toda pessoa que não teve nada que o induzisse a ser “uma pessoa legal” e assim se fez por uma vontade própria e despretensiosa."

Sem querer ser insistente (e já sendo) e só para que eu entenda direito: quais são as coisas "que induzem" uma pessoa a ser legal?

Anônimo disse...

To contigo Horácio, não é preciso ouvir boa música, ler muito e ser um cara culto pra ser legal. Como também, ouvir boa música, ler bons livros e ser culto não te faz necessariamente legal. Isso não passa de um rótulo - na minha modesta opinião -, as pessoas já acham alguem legal apenas por ela ter um estilo meio largado, uma camiseta velha listrada e uma barba por fazer... Ora, ora, e se o sujeito faz a barba e passa a vestir roupas de grifes famosas, o deixaria chato? Apenas pelo jeito de vestir? Pelo filme que assistiu? Pela música que passou a ouvir? Convenhamos, isso é preconceito.
E os coitados que não tinham nada na estante e também não se interessaram por tal "cultura" (porque não é apenas isso a tal "cultura"). O que sobra pra eles? Não podem ser legais?

Ah... Não insinuei que esse post foi escrito pensando somente em uma pessoa, muito menos que passei nos teus pensamentos. Magda, Madonna ou mãe Joana, o meu comentário seria o mesmo. Meu jeito de pensar, minha humilde opinião. Afinal, pra isso também servem os blogs certo?

Se todos tivessemos a mesma opinião a respeito de tudo, que graça teria o mundo?

Natali Rêgo disse...

Meu pensamento em referencia ao tão polemico e analisado post:
-Acho q o que a Magdi quis dizer é que as pessoas que se esforçam tinham que ter mais méritos do que aquelas que nascem em berço de ouro e com mais oportunidades porque independente de coisas materias, a pessoa que nasce desprovida de oportunidades ao ir atras do seu objetivo é mto mais merecida de aplausos e elogios do que aquela que fez mas nao teve q se esforçar tanto! Obrigada!

Anônimo disse...

Então nascer em um "berço de ouro" te deixa desmerecedor de aplausos por ser quem tu és? Não aceito isso. É tão absurdo quanto afirmar que só porque alguém tem um carrão é desonesto. Ou coisas do tipo...

Pô gente, vamos deixar os rótulos pra lá, todos têm seus méritos. São coisas que podem ter infinitos pontos de vista. E se o cara do berço de ouro que apresentou isso para o amigo "sem estante"? Não tem ele o direito de receber aplausos?

Ninguém quer aplausos, ninguém quer uma faixa de Mr. Boa Gente, mas acho que na hora de aplaudir, não devemos nos preocupar se quem aplaudimos nasceu em um berço de ouro ou em um berço de palha.

Magda disse...

Meu Deeeeus!

Como o pessoal se ofende fácil!

Quando escrevi isso eu não pensava em dinheiro, em berço de ouro, em status, parem de levar para esse lado.
Eu pensava em vontade própria.
Eu não apedrejo carro importado na rua, viu gente?
Eu tenho amigos com tanta grana que nem sei e nem por isso trato-os diferente dos meus amigos que não têm quase nada.

Mas podem discutir isso aqui, eu to gostando, façam de conta que isso aqui é um boteco, pois foi em um boteco que essa minha conversa começou.

Raven disse...

HAHAHAHAHAHAHA... Eu, como a Magda, adorei a polêmica, concordo com todos os pontos de vista, afinal, refletem a vida de cada um.

Acho que o "induzem" tinha a ver com aqueles que tentam fazer com que os outros se pareçam com os "indutores", assim, esquecendo do indivíduo e portanto da subjetividade que é o berço, sendo de ouro, ou uma simples manjedoura... Sendo o berço, ou os amigos, como diz o VÉIO DEITADO (como diz uma amiga minha): "Diga-me com quem andas. E dir-te-ei quem és".

Acho que tudo tem seu momento e sua aplicação, é uma questão de senso, sentir o momento...

Sei lá...

Devaneios, cabeça "avoando"...

E um elogio a todos: Mesmo com a discussão "fervorosa" e com pontos de vista variados, todos nos respeitamos uns aos outros!
Muito bem a todos!

Beijos!

Horácio disse...

Epa, pera aí, só pra esclarecer que eu não estou nem um pouco ofendido contigo!
Pelo contrário, eu gosto de ler teus comentários, guria...
Apenas queria saber o que, na tua visão, PODE INDUZIR alguém a ser legal.

E já que a gente está num boteco, traz aí outra cerveja (Antarctica, por favor)!

Magda disse...

Horácio ali diz NADA, nada é NADA, é qualquer coisa, independente de grana, independente de influências pessoais, independente de TUDO ;)

Para mim uma POLAR e uma grande e obesa porção de batata :D

Horácio disse...

Pô, Magda, agora foi que percebi tua nova foto no perfil!
Ficou mais gata ainda!!! Como eu sou distraido!

Agora, voltando ao nosso papo, vc lembra que eu disse que gosto de estudar as pessoas? Então quando alguém sugere que determinadas coisas (ou sei lá o que) tornam uma pessoa legal, eu naturalmente quero saber que diacho é isto!

Batata frita eu não posso...Engorda muito e eu estou fazendo um regimezinho de leve.
Cerveja, só um copinho pra animar...

Anônimo disse...

Tampouco me ofendi, debatezinho saudável... Mas Antartica foi muito de mal gosto hahaha.. Aproveita que é "de graça" e chama uma Serramalte.

.Má. disse...

HAHAHAHAHA...

Eu vou na água!!!

Se fosse pra tomar breja, eu gosto de Malzibier... e nada de me perguntarem se estou amamentando (historinhas de vovós), é porque eu gosto mesmo.

Catchup na batata...
E o Horácio já comelou a xavecar (trovar, flertar) a Magda... Isso virou um boteco, definitivamente, virou um boteco...

Meninos, nada de falar de futebol!

E sobre estudar as pessoas, não é incrível como todo mundo é tão diferente????

Por isso eu sempre amei gente!!!
(Tá eu tô bem louca, mas foi água, nada além disso!!)

=)

Beijos, pessoas!

Horácio disse...

Ei, Má, que história de "xavecar" é essa?

Lembra que eu sou aqui de Recife e por aqui a gente não faz essas coisas não visse, essa menina!

Enquanto isso, traz outra Antarctica e mais um caminhão de batata frita! (regime que se exploda).

Magda disse...

Como eu abri o boteco, ic, e to bebendo desde cedo, ic, vou fechar a conta, ic, e passar a régua...

Vou dormir, boa noite ferozes, bebuns, mas podem continuar ;)

Fernanda Rosa disse...

hahahahahahhahahahaha

q polêmica hein hahahaha
me diverti lendo :)

b_joooo