domingo, 12 de abril de 2009

Está na hora de assoprar as velinhas...

Como eu queria sentar aqui e voltar a escrever minhas bobagens, que são um termômetro para mim, nesse aparelho de medidas vermelhas, hoje a coisa anda roxa, se fechar os olhos fizesse evaporar seria tão solucionável. Se deitar com 15 livros embaixo do travesseiro me resolvesse alguma coisa e não deixasse com um torcicolo danado...
Hoje assisti o Faustão, em pleno domingo de páscoa e eu ali tentando adivinhar quem ia ser o melhor do ano (Hein? Que ano? A gente já ta em abril! Ano passado ou esse ano?) na categoria ator coadjuvante, pior que isso é que tava legal, era um jeito de ligar o automático e não pensar em nada “decorável” ou mágico pra ajudar nesse semestre.
De rezas a choro sem propósito já me aconteceu de tudo, passando por momentos de “vou desistir”. Mas quando tem que escolher desistir do que ai que complica, porque o problema não são as coisas, o problema sou eu! Que inventei de me meter a fazer tudo que vi pela frente e desistir de mim ia ser um vexame completo. Então eu sigo, me arrastando, confesso, mas sigo, totalmente anti-social e escabelada, com amigos me procurando até no linha direta. Calma gente, eu to aqui no meu quartinho, que já foi um refúgio e hoje parece um castigo de tanto livro, xerox e apostilas, tudo espalhado e somando multas, porque eu esqueço de renovar.
Embora eu ande assim,meio atazanada, sem paciência, vesga e rabugenta, queria convidar todo mundo, que confesso, nem sei mais a que número se chega com essa expressão e muito menos se cabe no espacinho que arrumei, para a festa do meu aniversário. Vou fazer trintão com uma disposição de oitenta e pra espantar esse mau-humor de quem recém foi mordido por um cachorro sem dono (que daí não dá nem pra xingar alguém) vai rolar uma festa a fantasia (Vai crase aqui? Tanta coisa que mudaram no português podiam ter mandado a crase pro quadro de animais extintos né?).
Minha festinha vai ser na Botekria, Rua Pinto Martins, entre Andrade e Osório, dia 20, véspera de feriado e depois das 22 horas já to lá, esperando abraços e prometo... Feliz dessa minha vida!

*Um milhão de desculpas para quem eu esqueci de convidar individualmente ou mandei recado.

Um comentário:

Fabrício, o fah. disse...

Tava super divertida a festa! Recebeu as fotos que te enviei por e-mail?