domingo, 4 de novembro de 2007

Um dia

A minha franja chegará atrás da orelha
Rasgará-se essa calça velha
Farei curso de pintura
Terei cabelo na cintura
Abrirei um boteco
Livro-me de tanto cacareco
Vou à lua
Caio na tua
Morro de rir
Não vejo mais ninguém partir
Coloco piercing no umbigo
Serei vizinha do meu melhor amigo
Terei um jeep
Ainda viro hippie
Me formarei
Me casarei
Será por amor
Minha casa terá quintal com flor
Serei poliglota
E ainda mais idiota

17 comentários:

.Má. disse...

Hehehehe... A historinha que vc escreveu para o seu futuro é bem legal! Siga em frente que vc consegue tudo bem como escreveu... é só querer!

Magda disse...

;)

Horácio disse...

Esse poema é seu?

Magda disse...

Sim

Fernanda Varela disse...

ameiiii! lindo Magdão!

E pode vir me visitar pq estou me mudando pra Sampa. Lá não tem tantos raios que nem São Juza.. hehehe

bjão linda!

Horácio, o analista disse...

Então vou analisar cada frase, segundo meus critérios pessoais, porque as vezes uma "historinha" dessas revela muito mais coisas do que se possa imaginar. E eu gosto muito desse tipo de coisas, hehehe.

Magda disse...

tá bem Horácio, pode analisar, só não repare que nem todos os verbos estão no mesmo tempo hehehehe

(não gosto de tudo certinho)

.Má. disse...

HAHAHAHAHA... Eita, Horácio!

Você não toma jeito...
Essa coisa de "analisar" as pessoas.... (Eu gosto de sentir as pessoas)

Mas nunca esqueça que a vida é simples, e minha "análise-sentida" rápida da Magda é: Ela quer ser feliz, com todas as coisas simples da vida; o fato de querer ser poliglota, conseguir "ler os outros" (coisas dos outros de acordo com os interesses dela que podem ser: aprender ou participar ou brincar ou vincular) e poder falar aos outros de acordo com o que ela sabe...
Por isso, eu disse que escreveu bem a historinha dela: ela quer ser ela! Simples vida, alcançando tudo por seu esforço... Esse é meu jeito de ver, é claro....

Além de ter apoiado para que siga em frente que conseguirá tudo o que quer, pois tem perseverança pra isso, lá vai meu ELOGIO: Apesar de não conhecê-la pessoalmente, já a admiro pelo que expressa por suas palavras e sentimentos, por sua democracia em deixar as pessoas manifestarem-se em seu espaço e assim trocar conhecimentos... De certa forma, já é poliglota porque fala as línguas da cabeça/mente e do coração/alma (que pra mim são os dois (ou 4) uma só coisa), porque fala e deixa falar... E assim vai...

E o poema ficou lindo, uma vida planejada-liricamente-linda!

Adoro falar "alho com bugalho" ... hehehe

=)

(Desculpe tratar dos assuntos como "análise", mas foi só pra "entrar no clima".... E viva a "filosofia de boteco"!!! E continuo na água mineral!)

Horácio disse...

Ei, Má, vem cá! Voce é política, né não? Deputada Má.

Magda, nem se preocupe com verbos...Aliás, só se preocupe com o verbo "amar" de onde derivam todos os outros.

.Má. disse...

HAHAHAHAHA... O cantinho da Magda é o máximo!

Se quiser visitar o meu, Sr. Horácio, tem na lista dos blogs que a Magda visita.

Sobre ser política, sou no sentido de mediar e entender todos os lados, mas minha decepção com a real política aí fora é muito grande para me sentir "parte deles".

Sim, já sonhei em sair dando tapas nas orelhas desses políticos corruptos e mostrar o que realmente deve ser feito, porque "canetasso" sem conhecimento é a "política do venham a mim todos os reinos", conheci do por aí como corrupção...

Acho que meu coração com amor demais não suportaria algumas atitudes lixos de pessoas egoístas...

Aiiii... desculpa aí, Magda, mas vc viu que já convidei o Horácio pra invadir lá o meu canto, onde só acredito no amor, pois acredito que "sofiando", só fiando, só acreditando em amor as coisas podem mudar... De acordo com a Filosofia do Horácio, onde ele mesmo disse, que o único verbo que devemos realmente saber conjugar é amar!!!

Vamos pensando bem e com amor que chegamos ao mundo que idealizamos... =)

Isso que dá ficar ouvindo músicas dos anos 70 ;)

E só tentei abordar holisticamente os assuntos abordados nos diversos comentários... sim, é uma forma de política, sob meu ponto de vista, mais correta, mais próxima da idealização da política... e não o que temos bem deturpado por aí esses dias!

Magda disse...

Ai, e eu tô "mais bobo que banda de rock, que um palhaço do Circo Vostok", como diria o Zeca Baleiro.
Me sinto qrida por vocês e isso para mim é muuuuito bom, é bom do tamanho GG, nas roupas de dinossauros hein!!!

A Má é sempre doce nas palavras e o Horácio sempre enigmático, eu aqui achando que ia ganhar consulta psicológica grátis e ele não escreveu nada a respeito de sua análise, ou minha análise, ai, nem sei mais nada... hehehehe

Boa semaninha pessoal!

(Horácio visita a Má ali no Sofiando, é muito bom :D)

Horácio disse...

Pensando bem, Má, o poeminha da Magda não deixa de apresentar uma certa visão holistica acerca do conjunto das coisas simples da vida.

Por isso é que eu perguntava como ela explicaria a um cego o que era a cor amarela. Nem todos os estojos de lápis de cor do mundo poderiam expressar a "visão" do que seria o amarelo para um cego.

Por que será que ninguém consegue morder o próprio cotovelo? (Aposto que voce tentou...)

filipenz_3 disse...

amei a parte do ser vizinha do meu melhor amigo... e o horacio hein... eu acho q sei quem ele eh.... ehehehhehehehheheheh

filipenz_3 disse...

a parte da franja eh uma luta em gloria...

Horácio disse...

"Morro de rir
Não vejo mais ninguém partir"

Todos ficarão a vê-la sorrir...E se voce estiver justamente rindo de um desses?
(Pô, lá vem Horácio de novo com suas indagações...)

Natali Rêgo disse...

heuheuhue É verdade, isso me fez refletir sobre a vida! beijos

Fernanda Varela disse...

oiiii magdão!!
eu quero as fotinhos!! Escaneia pra mim!!!

bjo!!
saudade!